A Travellerspoint blog

Laos II - Vang Vieng, Vientiane e a chegada ao Vietname

Depois de ouvirmos imensas opinioes positivas sobre Vang Vieng, decidimos ir visita-la. A maior atraccao desta vila e o "tubbing", que e suposto ser fora do normal. Apanhamos uma carrinha de Luang Prabang ate Vang Vieng... talvez uma das mais estranhas. No inicio o condutor parecia nervoso.. em colinas guiavamos a 20km/h... e o homem tinha de parar para "urinar" toda a hora.. e nao pensem que ele ia po meio do mato...nao.. fazia ali mesmo perto da carrinha! Embaracados, eramos ultrapassados por camioes TIR e outras carrinhas do mesmo tipo. A velocidade acabou por nao ser muito preocupante porque realmente a estrada tinha curvas que ate me faziam transpirar de medo.. Acho que ninguem dormiu durante as 7 horas de viagem! Mas nao foi so isso, nao iamos ja atrasados (a viagem era suposto so durar 5 horas), mas ele tomava o seu tempo em longos entrevalos em restaurantes. Eu perdi a vergonha e ate lhe pedi "Can we go now?", mas ele disse "more 20minutes"... Pensam que acabou por aqui? Ha ainda mais um episodio nesta viagem: a meio do caminho ele parou a carrinha no meio da estrada e foi comprar um bicho que parecia um esquilo voador morto...Surreal

Duas horas atrasados finalmente chegamos a Vang Vieng. Nao tinhamos reservado nada e andamos a procura dos locais que o "Lonely Planet" recomendava... problema e que em Laos notamos que os precos tinham crescido imenso nos ultimos dois anos.. Por exemplo, uma quarto que costumava custar 40.000kip (3,5 euros) agora custa cerca de 60.000 se nao 80.000kip. Depois de procurar, encontramos um bom quarto por 80.000 (7euros) com vistas espectaculares para o Rio Nam Song, com colinas de calcario no fundo... lindissimo! Aqui ficam algumas fotos:

vang_vieng3.jpg
O nosso hostel e o grande edificio a direita

vang_vieng.jpgvang_vieng2.jpg
Vang Vieng

Infelizmente a vila esta cheia de viajantes, e esta bastante comercializada e direcionada para o turismo de 18-30. Mas, hey, quem sou eu para falar... eu sou um dos viajantes aqui...

A noite fomos jantar num dos restaurantes a beira-rio com almofadas para nos sentarmos.. Muito confortavel e relaxante! Depois de uma boa refeicao, quando formos a pagar havia um erro na conta... a nosso favor... basicamente 50.000 (4,5 euros). Para celebrarmos, nos os 7 fomos tentar os bares locais, sendo o "Bucket Bar" (Balde Bar) a primeira paragem. A beira rio e atraves de uma ponte de madeira que parecia que ia cair a qualquer momento, o bucket bar tinha 4 plataformas de madeira com espreguiƧadeiras e com uma fogueira no meio. Com os nossos ganhos (4,5euros para os 7) fomos ate ao bar para comprar uns baldes de whisky-cola-red bull (M150, ilegal em toda a europa e america). Este bar tinha uma promocao que era: por cada 3 raparigas davam-nos um balde de gratis... como eramos 5 tentamos puxar para 2 baldes gratis.. com os outros 50.000 compramos mais 5 baldes (era 10.000 cada um). Com uma excelente localizacao, excelente atmosfera de festa, e sem pagar um tostao... tivemos uma excelente noite! :)

bucket.jpgbucket2.jpg

No dia 22 de Marco, acordamos todos um pouco tarde do que e habitual, mas tinhamos combinado ir fazer o tubing de qualquer forma. Na noite anterior a Lianne e a Saz tiveram uma tremenda discussao deixando o grupo um pouco "balancado", e a Lianne acabou por nao ir ao tubbing connosco porque nao se "sentia muito bem". Tubing em Vang Vieng e basicamente estarmos sentados numa borracha fluctuante (tubo) e vamos descendo o rio com a corrente... mas para apimentar o tubing, em Vang Vieng, existem bares nas margens vendendo cocktails, cervejas, sandwiches, com musica, e tambem tem enormes cordas, tipo rappel, ou baloico onde obrigatoriamente caimos na agua. Infelizmente nao tenho fotos porque nao queria estragar a nossa camera fotografica.. mas a Nick tirou algumas fotos.. brevemente serao postas no hi5 ou Facebook!

A atmosfera era, no entanto, muito estranha. A uma da tarde ja estava toda a gente bebeda.. e parecia o club dos 18-30 anos, com as raparigas e rapazes todos tolos a esfregarem-se... nao era o tipo de viagem que tinhamos planeado... Depois de observamos a loucura que ia naquele rio abaixo, era tempo de relaxarmos, a medida que os bares iam desaparecendo... Momentos hilariantes foram acontecendo a medida que desciamos o rio, porque a Nick mal se via no seu tubo, e a Alice (chamada desde ai 137, porque era o numero dela de ordem no tubbing) estava sempre parada entre as pedras e nao se conseguia mexer. Nos tinhamos de devolver os tubos as 18h, se nao teriamos de pagar uma multa.. e nos sabiamos disso, nao sabiamos e que demorava tanto tempo a descer o rio... e as 17h40 ainda estavamos bastante longe de chegar a recta final. Acabamos por pedir boleia a um tuk tuk com mais pessoas e chegar a tempo!

A noite jantamos num muitos restaurantes com a serie "Friends" na televisao... estavamos exaustos depois do tubbing! Conselho: visitem Vang Vieng o mais depressa possivel porque esta-se a tornar demasiado comercial...

Dia 23 de Marco tomamos o pequeno almoco num dos bares que olham o rio.. iamos depois apanhar a camioneta para Vientiane, a capital de Laos. Com almoco nas mochilas apanhamos um tuk-tuk para a central de camionetas. Quando la chegamos haviam imensas opcoes para ir para Vientiane: ou de tuk-tuk-carrinha, ou de camioneta local, ou de camioneta VIP. Decidimos pela camioneta local.. afinal de contas nem parecia assim tao ma para 30.000kip (2.7euros). Talvez nos anos 60 esta camioneta teria sido das melhores em Laos, mas agora o mau cheiro e o ar desgastado tornaram esta camioneta num pedaco de sucata. Mas hei... tinha ventoinhas (sim ventoinhas) e, claro, uma televisao com karaoke Tailandes...! Isso foi uma coisa que reparamos aqui no sudeste da asia... nao importa se os assentos sao confortaveis, se cheira mal, se toda a gente tem de estar em pe... se tiverem uma televisao com karaoke e um bom sistema de som.. e o que interessa... primeira classe!

bus_to_vientiane.jpg
Camioneta para Vientiane

Finalmente partimos as 12h30.. a camioneta nao parecia muito cheia.. melhor assim. Tao depressa me engano... A camioneta vai fazendo paragens e "recolhendo" pessoas na rua.. tao depressa a camioneta fica cheia. As pessoas de Laos tao pouco sao timidas: se ha dois assentos, cabem 3 bem aconchegadinhos (mesmo que nem se conhecam); um deles ate pousou a cabeca no ombro da nossa amiga Lianne enquanto dormia! Chegamos a capital umas 3 horas depois. Apanhamos um tuk tuk para o centro com outro holandes que se "colou" a nos. Depois de procurar e procurar, finalmente encontramos um hostel para a nossa carteira.. inicialmente nao conseguiamos acreditar quao cara era aquela cidade! Depois de um bom banho fomos tratar de arranjar camioneta para o Vietname, e depois fomos jantar num dos restaurantes baratos a beira rio. Enquanto jantavamos observavamos uma tempestade de trovoes.. depois reparamos que eles estavam a vir na nossa direccao. Quando o nosso jantar veio, veio tambem a tempestade para a nossa "barraca" e tivemos de nos despachar a comer e correr dali pra fora. Haviam ventos fortes, chuvas e trovoes por todo o lado! Mesas, cadeiras, toalhas voavam por todo o lado e os empregados do restaurante tentavam de tudo para manter o local o mais intacto possivel.

No dia seguinte passeamos por Vientiane, porque o autocarro era so as 17h00. Queriamos ir ao mercado tradicional mas nao o conseguiamos encontrar. No mapa apontava na direccao correcta, mas em vez de um mercado, havia um shopping... aconteceu que o mercado agora se tinha transformado num shopping com ar condicionado de mau gosto. Ainda havia algumas "barracas" do lado de fora, mas nao muitas. Caminhamos no calor torrido para conhecermos a cidade antes de irmos. Ja tinhamos ouvido falar que Vientianne nao era nada de especial... e comprovamos o mesmo.

vientiane.jpg
Vientiane

As 17h00 entao estavamos na agencia de viagens onde compramos os bilhetes a espera da carrinha que nos iria levar a central de camionetas. A camioneta so partia as 19h.. por isso ainda tinhamos 2 horas de espera ate a camioneta sair. Sentamo-nos confortavelmente enquanto as nossas mochilas iam nos ultimos assentos da camioneta. Surprise surprise, as 18h30 entram mais 25 pessoas numa camioneta que nao estava vazia. Indignados gritamos ao condutor e ao seu ajudante que nao podiam levar tantas pessoas.. mas nenhum deles falava um minimo de ingles.. ou pelo menos pretendiam que nao falavam. No final todas as pessoas couberam na camioneta. As "malas" que estavam nos ultimos assentos cedo vieram para o corredor da camioneta.. ou seja, nao nos podiamos mexer ou sequer sair do nosso assento nas proximas 22 horas. Nas nossas primeiras de horas de viagem vimos dois acidentes na estrada.. onde os corpos ainda estavam a vista de qualquer um. Um dos corpos ate tinha a cabeca noutro sitio... Se a viagem de camioneta nao tinha corrido muito bem, agora estavamos todos caladinhos e so queriamos era chegar ao Vietname sem nenhum acidente. Como disse anteriormente, no sudeste da asia eles adoram as suas musicas... e esta viagem de camioneta nao foi diferente. Pior de tudo, eu acho que eles so tinham um CD, que tocaram a noite toda vezes sem fim. Outro facto engracado e que durante a noite paravamos tambem para dar "boleia" a amigos do conductor que se sentavam em cima das nossas mochilas.. quase impossivel de dormir. Mas como eu digo a mim propria: "E tudo parte da experiencia".

Chegamos a fronteira entre Laos e Vietnam tres horas e meia mais cedo, porque a fronteira so abria as 7 da manha, salvo erro. Pensei, estupidamente, que seria a altura ideal para dormir um pouco. Primeiro as luzes estiveram acessas a noite toda, e depois havia gente a sair e a entrar no autocarro a toda a hora (e obviamente a subir entre as mochilas que estavam no corredor). A uma certa hora, so ouvimos uma moto em velocidade e um homem com uma pistola atirar.. nao sabemos o que se estava a passar porque estava de noite..

Finalmente chegamos ao Vietname onde a paisagem era bem mais verde e tropical. O Vietname e, concerteza, o pais do arroz. Em todo o lado ha plantacoes de arroz, provocando uma paisagem verde e lindissima. O trafego na estrada e louco (faz lembrar Marrocos). A buzina aqui e para avisar que se vai ultrapassar ou que ha possibilidade de acidente! Todavia, depois de 27 horas numa camioneta abarrotada de gente, chegamos a Hanoi, a capital do Vietname.

Posted by Themoffats 05:16 Archived in Laos

Email this entryFacebookStumbleUpon

Table of contents

Be the first to comment on this entry.

This blog requires you to be a logged in member of Travellerspoint to place comments.

Enter your Travellerspoint login details below

( What's this? )

If you aren't a member of Travellerspoint yet, you can join for free.

Join Travellerspoint